Dívidas

Não gostas de viver endividado, e até podes pensar que Deus está a castigar-te. Porque é que as coisas não estão a melhorar?

Vivemos num mundo caído e marcado pelo pecado, e por causa disso a vida não é sempre como gostaríamos que fosse. Ao mesmo tempo, Deus quer ensinar-nos quando enfrentamos problemas e adversidades. Ele pode usar as experiências difíceis da vida para limar as arestas das nossas vidas, e transformar-nos para sermos quem Ele quer que sejamos. Já paraste para perguntar a Deus o que é que Ele quer fazer na tua vida através desta experiência? A Bíblia diz: “Diz-me o que queres que eu faça, ensina-me a seguir os teus caminhos” (Salmo 25:4).

Tudo o que temos, incluindo o dinheiro, vem de Deus. O dinheiro não é algo mau, mas pode ser se for mal usado. Às vezes conduz à ganância, orgulho ou materialismo, e é fácil dar-lhe a máxima prioridade nas nossas vidas. Às vezes as perdas inesperadas ou despesas não planeadas podem resultar em problemas financeiros, que nos tentam preocupar. Mas temos de nos lembrar de manter Deus em primeiro lugar nos nossos corações e vidas.

Se estás a lutar com dívidas, estes são alguns conselhos úteis:

Procura a vontade de Deus com um coração humilde e mente aberta. A Bíblia diz: “Se alguém não tem sabedoria suficiente, peça-a a Deus, que a dá a todos de graça, sem humilhar ninguém, e ser-lhe-á dada” (Tiago 1:5). Independentemente de como ficaste endividado, talvez Ele queira mudar a tua atitude ou dar-te novas prioridades ou objetivos na vida. O que quer que seja, começa por renovar o teu relacionamento com Jesus, e dá especial atenção ao que o Espírito Santo te fala através das Escrituras.

Pede a Deus para ajudar a confiares n’Ele e não deixar que essa dívida esmague o teu espírito ou domine o teu pensamento. O apóstolo Paulo, que estava sozinho, preso e tinha perdido todas as suas posses, disse: “Aprendi a contentar-me com o que tenho… Aprendi a viver em toda e qualquer situação” (Filipenses 4:11-12). Firma-te na esperança nas promessas da Palavra de Deus. A Bíblia diz: “Pois eu sei os planos que tenho para vós. São planos de prosperidade e não de desgraça, planos que se concretizarão num futuro de esperança” (Jeremias 29:11). Conforta o teu coração no poder infalível de Deus, na Sua bondade e no Seu amor, pois isto fará toda a diferença.

Consulta um homem de negócios sábio e de confiança (talvez na tua igreja, se frequentares uma), alguém que tenha estudado planeamento financeiro, ou uma agência de aconselhamento financeiro sem fins lucrativos, e depois age de acordo com os conselhos que te derem. Provavelmente vai incluir um plano financeiro realista; estabelece um, e cumpre-o. Muitas vezes Deus responde às nossas orações ao trazer pessoas às nossas vidas que podem ajudar-nos.

Encontra formas cortar qualquer gasto desnecessário, como dinheiro gasto em entretenimento ou em luxos. Pode não ser divertido, mas vai ajudar-te a poupar dinheiro e a voltares a ter estabilidade financeira. Também podes encontrar formas de te poderes divertir com pouco ou nenhum dinheiro.

Hebreus 13:5 diz: “Não permitam que a paixão do dinheiro vos domine. Contentem-se com o que têm”. Tudo o que temos, em última análise, vem de Deus, e Ele sempre vai providenciar o que precisamos. Temos de ser bons gestores do que Ele nos dá, o que significa que devemos usar com responsabilidade o dinheiro e as posses que vêm à nossa mão, e sermos cuidados para não gastarmos demais, nem sermos avarentos. Tal como Jesus nos avisou: “Não podem servir a Deus e ao dinheiro” (Lucas 16:13). Dá hoje a Deus a prioridade na tua vida, e pede-Lhe direção quanto às tuas finanças.
 

ARTIGO SEGUINTE

BGEA LogoJesus.net LogoPazcomDeus no FB

© 2016 Billy Graham Evangelistic Association

Privacidade | Direitos de Autor | Quem Somos